Dormir com lentes de contacto
 

Artigos sobre

Lentes de contacto

A Otica Iberica criou uma série de artigos relacionados com a utilização de lente de contacto.

Esperamos que sejam úteis para si e que respondam a algumas dúvidas que tenha acerca deste tema.

Dormir com lentes de contacto

Dormir com lentes de contacto

É perigoso dormir com lentes de contacto?
A grande maioria das lentes de contacto são para uso diário.
Algumas lentes de contacto são aprovadas para uso prolongado (dia e noite).
Dormir com lentes de contacto regulares não é recomendado, mas os problemas são raros quando se dorme com as lentes de contacto colocadas por um curto período de tempo.

Só porque uma lente de contacto foi aprovada para uso prolongado não garante que dormir com as lentes de contacto colocadas não trará efeitos nocivos para os olhos. Convém antes de optar por dormir com lentes de contacto consultar o seu profissional da visão.

A grande maioria das lentes de contacto atualmente prescritas são para uso diário, o que, não invalida que as lentes de contacto sejam removidas antes de dormir.

É provável que até mesmo os usuários mais cuidadosos tenham adormecido com as lentes de contacto colocadas, para fazer uma pequena sesta ou mesmo durante toda a noite. Os problemas são raros quando se dorme com as lentes de contacto colocadas por um curto período de tempo, no entanto, isso não significa que se possa ter o hábito de dormir com lentes de contacto colocadas de vez em quando. Os olhos estão em permanente troca de gases com as lentes de contacto.

Todo este processo é ajudado com o pestanejar, porque quando as pálpebras pestanejam, as lentes de contacto sofrem uma deslocação de cerca de 1mm o que ajuda a manter a córnea naturalmente húmida. Quando estamos a dormir,os olhos fechados, o que, seca os olhos estão permanentemente fechados e se as lentes de contacto estiverem colocadas facilita em muito a adesão das mesmas à córnea (existe o risco da lentes de contacto ficarem coladas), para além da falta de oxigenação ser uma das principais causas do desenvolvimento de de úlceras na córnea que contribui para uma diminuição da visão.

Repetir esse comportamento ou dormir deliberadamente com lentes de contacto que não se destinam a ser usadas para tal, expõe os olhos a um alto risco de saúde. Se é uma pessoa esquecida que muitas vezes adormece com suas lentes de uso diário ou prolongado, as lentes de 24 horas podem ser a melhor opção.

Se adormecer com as lentes de contacto colocadas, acordará tanto com os olhos como também com as lentes de contacto muito secos. Os olhos podem ficar vermelhos e irritados, e por vezes pode sentir dor e hipersensibilidade à luz. O quanto os olhos vão doer também depende de qual era a condição das lentes de contacto quando adormeceu. Dormir com lentes de contacto regulares não é recomendado, pois isso pode reduz a oxigenação para a superfície do olho.

Quando estamos acordados, a córnea recebe oxigénio do ar e é lubrificada com o piscar da pálpebras. No entanto, quando dormimos e deixamos de pestanejar, a córnea recebe oxigénio dos vasos sanguíneos das pálpebras. Ao usar uma lente de contacto enquanto dorme, o suprimento de oxigénio para os olhos diminuirá ainda mais porque as lentes de contacto agem como uma barreira física. Isso pode fazer com que as lentes de contacto sequem e se contraiam nos olhos, o que, por sua vez, pode resultar em danos na córnea. A combinação da pálpebra fechada com a redução do movimento do olho e da pálpebra reduz quase na totalidade o fornecimento da oxigénio e cria condições ideais para o crescimento de infeções bacterianas e virais. Dormir com lentes de contacto colocadas e com poucos efeitos negativos para os olhos depende de vários fatores. Esses fatores estão relacionados com o material da lente de contacto, a espessura da lente, a duração do tempo de dormida e depende não apenas da quantidade de oxigénio que chega à córnea mas também da composição das lágrimas, da quantidade de desidratação das lentes de contacto e da troca de lágrimas sob as lentes de contacto.

Só porque uma lente de contacto foi aprovada para uso prolongado não garante que dormir com as lentes de contacto colocadas não trará efeitos nocivos para os olhos.

Convém antes de optar por dormir com lentes de contacto consultar o seu profissional da visão.

Durante o dia, a poluição do ar entra em contacto com as lentes de contacto e por consequência com os olhos, portanto, se usou lentes por um dia inteiro e/ou passou um tempo num ambiente empoeirado ou sujo, as lentes de contacto terão reunido bastantes microrganismos. É importante remover as lentes de contacto (lave sempre muito bem as mãos antes de remover as lentes) ao fim do dia e proceder em caso de lentes de contacto de uso prolongado à sua limpeza e manutenção. Outra situação que pode acontecer durante o sono tem a ver com o a própria lente que devido à pouca lubrificação pode ficar ressequida e apertar o olho, o que pode resultar em pequenos rasgos na lente de contacto, rasgos na córnea (a superfície frontal do olho) ou infligir abrasões microscópios no olho. Isso pode aumentar o risco de uma infeção ocular, inflamação ou escoriações e em casos extremos leva à perda gradual da visão. As lentes de contacto também podem ser difíceis de remover quando estão colocadas por um período de tempo superior ao recomendado , pois ficam secas e colam aos olhos.

Se este for o caso, é importante manter a calma e NÃO tente remover as lentes de contacto com violência. Em vez disso, use colírios (os colírios são líquidos que servem para tratar problemas nos olhos como desconforto ocular, ressecamento ou alergia à poeira, etc) e deixe-os trabalhar por um longo período de tempo para que as lentes tenham absorvido o fluido e se tornem macias novamente, então, será mais fácil retira-las da maneira habitual.

É recomendado o uso de óculos por um ou dois dias, em vez de lentes de contacto, para que seus olhos fiquem adequadamente descansados.

Durante o sono, a córnea é lubrificada através de lágrimas e de um liquido gelatinoso chamado humor aquoso. O humor aquoso é um líquido incolor, constituído por água (98%) e sais dissolvidos (2%) - predominantemente cloreto de sódio. O hidrogel de silicone é o material usado nas lentes diárias. Este material é único na medida em que permite muito mais a passagem de oxigénio para o olho do que as lentes com duração prolongada. As lentes de contacto diárias muitas vezes vêm com propriedades hidratantes especialmente desenvolvidas que também resultam num conforto de uso muito alto, as lentes são tão confortáveis que dificilmente notará que as tem colocadas. Estas são as lentes adequadas para quem procura conforto ideal. As lentes de contacto de 24 horas também são uma boa opção para quem tem olhos secos e dificuldades em usar lentes diurnas regulares ou lentes mensais.

Não é de todo aconselhável dormir com lentes de contacto colocadas, se estiver engripado ou com problemas respiratórios. Mas se essa for a sua intenção deverá consultar o seu profissional de visão.